Home / Lista Gamer

Lista Gamer

Listas temáticas de jogos

3 Jogos que nunca serão produzidos

A indústria dos video-games é bastante eclética. Jogos de tiro e esportes são, na atualidade, os mais populares. Contudo, já tivemos jogos que você nunca pensaria se não fosse um gênio: Guitar Hero, por exemplo. Ou então jogos absurdos, como Playboy: The Mansion. Enfim, de um jeito ou de outro o videogame é uma forma de entretenimento na qual você consegue colocar coisas do mundo real em ritmo de simulação e diversão (ou os que eu mais gosto, completamente fora do mundo real).

Contudo, nem tudo pode virar um jogo de videogame, dado que nem tudo é divertido. Quebramos a cabeça aqui para pensar em 3 títulos que jamais se tornariam nada perto de um jogo. Duvida que conseguimos? Segue a lista (bizarra) que fizemos.

3) School: The Game

3 Jogos que nunca serão produzidos - School the game

Tem algo mais tediante do que a escola? Embora haja jogos como Carmen Sandiego – com caráter educativo – e Bully, com caráter lúdico no ambiente dos corredores de um internato, dificilmente uma produtora iria inventar um jogo que cobre todos os aspectos da vida acadêmica. Até porque o jogador já vive isso todo dia de maneira chata (e não me venham com The Sims).

 

2) Mega-Sena: The Game

3 Jogos que nunca serão produzidos - Mega Sena the game

Quem não quer ficar rico, não é mesmo? O dinheiro pode não comprar felicidade, mas é muito mais gostoso sofrer em Paris embaixo da Torre Eifel ao invés de sofrer numa favela carioca. Para ficar rico ou você estuda que nem um louco a vida toda ou ganha na Mega Sena. Imaginem um jogo que você participa de vários sorteios? Me deu sono só de pensar. O tutorial então seria ainda mais bizarro. Pense só no tópico: “Dicas de segurança Mega Sena”. Sono.

1) Telemarketing: The Game

3 Jogos que nunca serão produzidos - Telemarketing the game

Agora rompemos barreiras. Embora o filme “O Lobo de Wall Street” mostre que ligar para as pessoas e convencê-las a comprar coisas é legal, a gente sabe que na vida real isso não chega nem perto de ser bacana. O telemarketing é um dos trabalhos mais chatos da galáxia. Um videogame disso seria ainda mais chato, haja vista que você seria treinado, faria ligações, desligariam na sua cara e seu personagem receberia um salário baixo para trabalhar em condições absurdas de stress. Me expliquem também porque em toda propaganda de emprego de telemarketing, as pessoas colocam fotos de uma moça bonita, sorridente e com pessoas felizes vestidas de branco. Sério, não é assim que as coisas são…

4 lançamentos do mundo dos games que erraram na escolha da data

No mundo dos games, poucas coisas, normalmente ruins, podem ser feitas do dia pra noite. Nas grandes empresas do universo gamístico, qualquer projeto envolve muitas pessoas dando ordem e cada uma analisando inúmeros fatores.

E as vezes, alguns fatores são ignorados, como passar por um teste de qualidade rigoroso (ou algumas vezes, colocar alguém que não seja um macaco pra jogar a porcaria), gerando num péssimo lançamento. E mesmo quando tudo sai como planejado, as vezes tem um pequeno erro de timing. E é dessas datas de lançamento zuadas que eu vou falar.

Duken Nuken Forever

Tô zuando. Errar o lançamento em 10 anos é um nível de imbecilidade que merece um texto à parte. Vamos pra lista de verdade

 Bubsy 3d

Bubsy-3d-game

Existem jogos bem produzidos, existem jogos bem pensados, existem jogos legais, existem jogos com alguma qualidade e existe Bubsy 3d. De certa forma, esse item tá nessa lista só pra ocupar espaço mesmo, mas sempre que se fala de falhas no video game, é bom lembrá-lo, mesmo que nada tenha a ver com o tema.

Detentor do título “O jogo que é tão ruim que transforma o ET do Atari numa obra tão incrível quanto um jogo produzido por Shigeru Miyamoto e Hideo Kojima, com trilha sonora de Koji Kondo e Hans Zimmer”, Bubsy 3D é um lixo incrível. E porque ele merece figurar nessa lista, além do detalhe que ele é tão ruim que ser castrado com uma faca cega manejada por alguém com mal de Parkinson é menos horrível?

Ele foi lançado, com um Hype gigante no “3d”, 2 meses depois de Super Mario 64. Isso e a imagem lá de cima dizem tudo por si só…

Dreamcast

sega-dreamcast-game

Poucas empresas foram tão incompetentes no mundo dos games quanto a Sega. É incrível, mas todos as falhas seguintes a geração 16 bits, como o 32x, o Sega CD e fracassos de venda como Saturn, assim como seus cancelamentos prematuros de consoles davam a sensação de que todos os acertos dela com o Master System e com o Mega Drive foram pura sorte e que os diretores e consultores da empresa eram todos Nintendistas fanáticos que tinham como único objetivo de vida destruir a Sega.

Aliás, acredito isso porque todos que gostavam da Sega devem ter feito o Seppuku (Aquele suicídio lento do samurai que deseja recuperar sua honra.) quando lançaram  o 32x.

Mas ai ela resolve reagir e cria um console de altíssimo nível em comparação ao concorrentes. O Dreamcast, com sua capacidade gráfica capaz de jogos como Shenmue, mas infelizmente, o console que deveria concorrer com o PS1 e N64, na prática concorria com o PS2 e com todo mundo com receio da Sega cancelar de novo, o mercado esperou o lançamento do PS2, causando a descontinuação prematura do em 2001 de um dos melhores produtos produzidos pela Sega…

Xbox One

ps4-vs-xbox-one-18

A internet popularizou várias coisas. Uma delas, com os grandes eventos ocorrendo ao vivo via streaming, é a percepção da galera mudando de opinião de uma hora pra outra. Mas no ano passado poucas coisas foram mais incríveis que o fail do lançamento do Xbox One. Na E3 do ano passado, durante a divulgação do One, apesar de um clima meio méh, todo mundo tinha que admitir que era um bom produto e que a apresentação foi boa.

Mas ao lançar no mesmo dia que o PS4, o Xbox One que até o fim tinha uma postura de “é, superou as expectativas” quando a Sony chegou, FOI SURRADO ATÉ AGONIZAR. Só pra ter uma ideia, um ponto controverso no DRM do Xbox One foi totalmente escrotizado pela Sony, como dá pra perceber aos 60 segundos desse video onde temos vários minutos de gritaria e algazarra na platéia ao saber que o PS4 não teria DRM. Na boa, a Microsoft deveria ter feito o lançamento EM QUALQUER DIA, menos naquele.

E se uma imagem vale mais que mil palavras, 27 gifs podem resumir toda uma análise de mercado sobre o tema.

Saints Row IV

Saints-row-game

A muitos anos, Senor Abravanel, vulgo Silvio Santos, revolucionou a mídia com um conceito interessante de concorrência: A concorrência pelo segundo lugar. Sabendo que a Globo era uma tv imbatível num mercado que ela mesma criou, o das novelas, ele não competia diretamente, passando seus principais programas nos horários que o conteúdo da Globo era de baixa qualidade, assim ganhando mais do que bater de frente.

E essa foi uma lição valiosíssima que a Volition não aprendeu. Saints Row é uma ótima franquia de jogos de mundo aberto, semelhante a GTA. Com o declínio da franquia da Rockstar nos últimos jogos, como o GTA IV, eles foram crescendo em popularidade. E alguém teve a ideia JENIAL de colocar o lançamento de Saints Row IV, o último jogo da franquia pra bater de frente com o criador do gênero, que todo mundo já tinha visto que seria incrível. Uma competição legal entre 2 grandes lançamentos né?

Eu poderia descrever o quão esquecido e humilhado foi o Saints Row IV, que em menos de 3 meses depois do lançamento já estava dando promoção de 50% na Steam. Mas o fato do jogo da Rockstar ter feito 1 bilhão em 3 dias, batido vários recordes de venda e ter levado o GOTY (Game Of The Year) competindo contra The Last Os US e Bioshock Infinite fala por si só…

Mas e vocês? Lembram de algum que eu esqueci?

10 coisas que se aprende jogando video game

1 –  Voce sabe que está no caminho certo quando aparecem inimigos para tentar impedir que você siga em frente.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

2 – Quando a vida te dá muita munição e medkits, é porque uma grande batalha te espera.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

3 – As vezes, o nosso maior adversário somos nós mesmos.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

4 – Nem tudo é o que parece.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

5 – Quem tem um amigo, tem tudo

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

6 – O tempo é algo precioso e irreversível

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

7 – Ao sair da cama, todo dia pode ser uma nova aventura.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

8 – Só se ganha experiência enfrentando grandes desafios.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

9 – A diversão é muito maior quando compartilhada

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

10 – Certas paixões nunca serão esquecidas.

coisas-que-se-aprende-jogando-video-games

 

 

É o que se aprende jogando video game.

5 Games que vão te deixar PUTO!

5-GAMES-QUE-VÃO-TE-DEIXAR-MUITO-PUTO

Saindo mais um Gamer Side (atrasado seu fdp) contendo uma lista com 5 games que vão te deixar puto! Acreditem, temos aqui desde jogos difíceis e justos até os mais desgraçados. Conhece mais algum game que seja fodidamente difícil? Coloque aí nos comentários! Clica aqui na imagem abaixo para se inscrever no canal e não perder mais nenhum vídeo!

gamer-side-youtube

Você pode baixar os games aqui:

Cat Mario

I wanna be the guy gaiden

5 Chefões BADASS do mundo dos Games!

5-chefoes-badass-do-mundo-dos-games-header

Mais um Gamer Side com mais uma lista gamer, dessa vez sobre 5 dos maiores chefões badass do mundo dos games! Clica na imagem aí em baixo para se inscrever o vacilão!

gamer-side-youtube

5 Jogos mais Rock and Roll de todos os tempos! GamerSide

5 jogos mais rock and roll de todos os temposDemorou mas, saiu o novo vídeo do GamerSide! Confira aqui os 5 jogos mais Rock and Roll de todos os tempos! E para quem tá curtindo o canal, nós temos novidades DAORA. Por favor, avaliem o vídeo e se inscrevam no canal.

Os piores clones de consoles de todos os tempos!

Todo mundo teve aquele amiguinho na escola que um dia estava todo radiante dizendo que ia ganhar um videogame e depois do fatídico dia ele chega todo triste e você descobre que ele ganhou o mais famoso clone de todos os tempos, Polystation.

Os piores clones de consoles de todos os tempos polystation

Polystation e seus 900000000000 jogos na memória, a pergunta é: para que a entrada de cartucho?

Se você não teve um amigo, colega ou primo assim, com certeza você foi a vítima da situação e deixo aqui os meus sentimentos por você, caro amigo.

De fato o mais famoso clone (tirando os Nintendos alternativos da época dos 8 e 16-bits) foi o Polystation, no entanto primeiro friso aqui que a “franquia” não parou lá naquela época, temos inclusive “Polystation 3” e outros concorrentes como o Funstation aí embaixo.

Os piores clones de consoles de todos os tempos funstation

Esse é loco mermo.

Agora ambos ficam para trás no quesito inovação quando comparamos com o Mini Polystation 3, afinal ele tem até uma tela embutida!

Os piores clones de consoles de todos os tempos polystation mini

Polystation Mini é o futuro da tecnologia!

Voltando um pouco no tempo, nos temos o Magistr Savia, que tem a aparência de uma miniatura do Mega Drive porém, roda apenas jogos do NES. Heresia? Magina…

Os piores clones de consoles de todos os tempos Magistr Savia

Sério, essa doeu lá no amago.

O Wii Vision tem um design com acabamento emborrachado e o nome é claro para confundir os pais desatentos na hora de comprar o presente de Natal. Mas olha, sinceramente ele é muito mais bonito que o Wii.

Os piores clones de consoles de todos os tempos wii Vision

Considerando que a Nintendo vende os mesmos jogos fazem muitos anos… até que é negócio comprar o Wii Vision.

Ainda nos clones de Wii, aqui nós temos nada menos que MiWi (?!?!?!?), que apesar de ser vendido com controles em forma de raquetes, pistolas, espadas, “the penetrators” e tudo o mais, roda apenas jogos do Nintendinho.

Os piores clones de consoles de todos os tempos miwi

Imagino os “criadores” deste belíssimo clone rindo loucamente de quem comprou o console.

O X-Game 360 eu não entendi se era para ser um clone do Xbox ou do que quer que seja, no entanto ele roda jogos de Nintendo (para variar) e tem controles que vibram… Qual o critério para os controles vibrarem, eu não tenho a mínima ideia…

Os piores clones de consoles de todos os tempos X game 360

me expliquem esse aqui por favor.

Motion on the Movie não é uma cópia do Playstation Move, afinal não é um controlador e sim um videogame com o formato parecido do Move. -.-”

Os piores clones de consoles de todos os tempos motion on the movie

Vocês não foram os únicos que imaginaram um vibrador que roda jogos de Nintendinho.

O Wee é loco mesmo, afinal além do plágio “nomístico” e de até ser parecido visualmente com o console da Nintendo, este clone ao contrário dos anteriores que rodam jogos do Nintendinho, este aqui é apenas um DVD player.

Os piores clones de consoles de todos os tempos wee

Não consigo pensar numa legenda a altura desta imagem.

Agora aqui oh, na moralzinha para fechar o post com chave de ouro. Este clone foi baseado no primeiro X-Box (o primeiro de verdade, não o 1… tá essa piada funciona melhor em inglês), possuí controles como o do Playstation 1 e o nome dele é Battman… isso mesmo, BATTMAN… B A T T M A N.

Os piores clones de consoles de todos os tempos battman

Mais loco ainda é a caixa ter a mesma imagem da capa do filme Batman e Robin!!!

 

5 jogos que farão você passar muita raiva

O ser humano, quando acredita ser bom em algo se tornar masoquista para não admitir que pode não ser tão bom assim. É o que ocorre com muitos gamers, que não conseguem admitir que um jogo é difícil demais. Tais pessoas se esforçam ao extremo para conseguir finalizar jogos como Dark Souls. Mas no fim das contas, as vezes é necessário engolir o orgulho. E é desses jogos malditos que falarei hoje.

The World’s Hardest Game (Flash Browser)

Vou começar pegando leve. E se um game com o nome de “jogo mais difícil do mundo” é pegando leve, você já sabe o que esperar do resto do texto. Apesar de ser um joguinho flash ele exige movimentos precisos e timing perfeito, além de estratégias bem feitas para ser concluido. Apesar de ser possível concluir os jogos sem sentir raiva capaz de decepar a mão com uma mordida, o medidor de mortes subindo infinitamente é extremamente irritante.

Battletoads (NES)

Erroneamente considerado top 1 em várias listas do tipo, esse é um dos jogos mais impossíveis produzidos, pois se não bastasse ser implacável, o jogo chega a desonestidade ao colocar certos desafios imprevisíveis que somente quem conhece a fase é capaz de passar. Com certeza, um dos melhores exemplos dos jogos Hardcores do Nintendinho. E você achando que Alex Kidd que era dificil…

Super Hexagon (PC/iOS/Android)

 Agora sim estamos chegando nos jogos difíceis de verdade. Reconhecer um jogo intencionalmente Hardcore é fácil algumas vezes. No caso de Super Hexagon, um bom sinal são seus níveis de dificuldade: Hard, Harder, Hardest, Hardester, Harderstest e Harderstestest. O objetivo no jogo é bem simples: Não seja pego pelos obstáculos. Para jogá-lo, só usará as setas, o espaço pra começar o jogo (nos primeiros 5 minutos de jogo, vai usar mais o espaço que setas, aliás) e é bom deixar a marreta pra quebrar a tela por perto. Mas é um jogo que vale a pena pela música eletrônica  e pelo ritmo frenético.

Touhou Project (PC)

Falando em ritmo frenético, temos aqui o melhor teste de epilepsia um dos jogos mais difíceis já produzido. Com Game design de Baal,  efeitos sonoros produzidos por Behemoth, Direção geral do Lúcifer em pessoa, Desenvolvido pela Stalin-Hitler Studios e publicado pela Devil Company, Touhou é um Bullet Hell (estilo de Gunstar Hero, Metal Slug e After Burner), só que diferente desses, está muito mais pra Hell do que pra Bullet. Esse jogo é absolutamente impossível se você não for um japonês com alma vendida. Tenho certeza absoluta que esse jogo foi feito somente para os demônios conseguirem novos pactos de alma. Aliás, cê sabe quão hardcore é um jogo quando as músicas são impossíveis de ser reproduzidas… PS: A parada da epilepsia é de verdade.

Romance Of Three Kingdoms XI (PS2/PC)

romance-of-the-three-kingdoms-xi

Finalmente chegamos ao final. E já que falamos de jogos infernais, esse daqui foi produzido por Deus e foi entregue  DVD e PS2 no inferno só pro demônio aprender quão ruim é essa sensação de impotência, porque não consigo conceber esse hoje sem ser obra de um ser oniciente. Caso não acreditem em minha palavra, tem no Bacon Frito um texto falando disso. O jogo é estratégia por turnos e microgerenciamento, o que já não são os gêneros mais fáceis do mundo. E ele consegue tornar tudo pior. Acho que é desnecessário falar algo além da conclusão do texto do Atilah:

Sério, meu: esse jogo é DO MAL. De alguma forma ele LÊ SUA MENTE e prepara todos os outros clãs desde o primeiro turno pra foder sua estratégia, seja qual for. Estou supondo que a única maneira de ganhar é vendendo um pedaço da sua alma. E isso eu não vou fazer, porque eu já vendi minha alma inteira pra conseguir terminar Devil May Cry 3.

Depois dos videos de Touhou e Romance Of Three Kingdoms, vou lá jogar Super Hexagon enquanto resolvo o cubo mágico com 1 mão só e cantando Faroeste Caboclo com a voz do Freddie Mercury…

Os Pokémons mais legais e ridículos de cada geração!

Deviam parar de lançar mais games do Pokémon! Apenas os 150 primeiros são legais! Disse o cara que compra todos os games da série Pokémon no lançamento e apesar de todos da mesma geração serem a mesmíssima coisa, ele vai la e joga TODOS. Mas enfim, o ponto que eu quero chegar é, todas as gerações de Pokémons tem lá os seus fodões e os ridículos.

Para provar essa minha afirmação, mostrarei aqui um Pokémon daora e um ridículo de cada geração… Antes que comecem o MIMIMI, o Pokémon daora, não necessariamente é o mais daora e o mesmo vale para o ridículo. E se tu ficar ofendido também, eu tenho uma solução: insira com cuidado os dedos indicadores no reto e em seguida movimente cada um dos dedos em direções opostas.

Primeira geração:

Os games de primeira geração do Pokémon são Red, Green e Blue. Até concordo que a primeira geração tem muitos Pokémons legais, inclusive destaco como o Pokémon legal da primeira geração, o Charizard!

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Charizard

Agora dizer que TODOS os Pokémons da primeira geração são lindos e maravilhosos, por favor, é ser muito fanboy! Quer ver só? Veja só o merdinha do Gloom. Na moral, com essa coisa escorrendo da boca dele eu só consigo lembrar de atriz porno levando esporrada na cara…

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Gloom

Vai me dizer que é só um Pokémon ridículo na primeira geração? Preciso citar então outros exemplos como Porygon, toda a linha evolutiva do Bellsprout e o Exeggutor apenas para começar…

Segunda geração:

Na segunda geração nós temos Pokémon Silver, Gold e Crystal. Essa geração ainda até que é bem aceita e na real tem uns Pokémons muito “DAORAS” também. Nem vou falar dos cães ou dos lendários porque eles são definitivamente muito fodas, mas posso citar aqui por exemplo o Scizor.

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Scizor

No entanto tem uma coisas que eu não consigo entender… Por exemplo, ali na primeira geração eu falei do Porygon, né? Pois então, como se não bastasse, eles fizeram o Porygon2. Apesar da insistência na merda, nada nem nenhum Pokémon nessa geração consegue ser mais UATAFUQ do que o Girafarig. Sério, por favor alguém me explica o que a foda é ele.

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Girafarig

Terceira geração:

Aqui começam as controversas, digamos que o pessoal fica 50% a favor e 50% puto, no entanto eu ainda acho uma geração bacana de Pokémon. Temos o Ruby, Saphire e Emerald além dos remakes dos primeiros games FireRed e LeafGreen. Bom, um dos meus Pokémons favoritos de todos os tempos definitivamente é o Blaziken e toda a sua linha evolutiva!

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Blaziken

No entanto parece que o pessoal devia ta meio que viajando no LSD e surgiram algumas coisas estranhas, tipo o Luvdisc.

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Luvdisc

Quarta geração:

Estreando a série no “novo” portátil da Nintendo, o Nintendo DS, nós tivemos o Diamond e o Pearl, algum tempo depois veio o Platinum.

Como Pokémon daora da geração, deixo aqui uma homenagem para um brother, o menino Mike, com o Infernape.

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Infernape

Agora por favor… Comentem sobre o Combee… Caras, sério… -.-”

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Combee

Quinta geração:

Aqui na quinta geração, pela primeira vez temos não 3 mas, apenas 2 jogos: Black e White. Sacanagem mesmo foi não ter Pokémon algum homenageando o Michael Jackson nesses games…

Aqui realmente ficou difícil achar um Pokémon legal, mas o Zoroark até que é bacana!

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração zoroark

Já Pokémons ruins, cara… Tem um monte mas, nada supera o Vanillite e as suas evoluções VanillishVaniluxe. Sério, é tipo escolher o tamanho do sorvete… Cara só consigo pensar: POR QUE?

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Vanillite Vanillish  Vaniluxe

Vai querer casquinha pequena, média ou grande?

Sexta geração:

Aqui estamos nós na geração atual de Pokémon com Pokémon X e Y. Todos ansiosos com as super evoluções mas, eu vou me ater apenas aos Pokémons “normais” e como um ótimo ou pelo menos muito bacanudo, fiquem com o Pyroar. Por que nunca fizeram um Pokémon leão flamejante antes?

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Pyroar
Utilizar objetos como inspiração para um Pokémon já não é la uma boa ideia, agora quando o objeto em questão é um molho de chaves, nascem coisas como  o Klefki.

Pokemons mais legais e ridículos de cada geração Pyroar Klefki

Claro que existem muitos outros Pokémons tão ou mais legais/ridículos que esses mas, não quero citar 98762168 monstrinhos aqui. De fato uma coisa que essa série conseguiu foi fidelizar o seu público e apesar do game ser repetitivo para cacete, aos poucos vemos algumas inovações bacanas como por exemplo “andar na diagonal” ou até mesmo “saltar obstáculos” e se podemos ter certeza de uma coisa é que apesar de todas as merdas que fazem, nós vamos continuar jogando e amando a série, nem que seja apenas pela nostalgia!

5-COISAS-QUE-VOCE-NAO-SABIA-SOBRE-POKEMON

6 músicas de The Legend of Zelda e suas melhores versões

Depois de um tempo sem fazer outra série dessa, tenho a honra de trazer 6 músicas da minha séria favorita: The Legend of Zelda e suas versões. O principal compositor da trilha dos games de The Legend of Zelda foi Kōji Kondō, um verdadeiro mestre que também se consagrou com a trilha de vários jogos do Mario Bros. e Star Fox. Chega de papo, coloque seu melhor fone de ouvido, ou plugue o seu home theater e vamos ouvir música, boa música, boa música que acompanhou muitos dos melhores jogos já feitos na história.

 

#6 TEMA PRINCIPAL (Overworld)

 

Essa trilha não acompanha todos os jogos, mas é tida desde sempre como a trilha da franquia, por ter vindo com o primeiro game da série. Ouça a música original:

 

 

Em comemoração ao 25º aniversário da franquia, a Nintendo promoveu a gravação de um CD em que as suas principais músicas são tocadas por uma orquestra gigantesca. Simplesmente ouçam como ficou o tema orquestrado, é de encher os ouvidos.

 

 

Agora uns caras já famosos por fazer umas versões de músicas usando uma marimba. Eu não teria coordenação suficiente para acertar cada nota com essa baqueta aí. Vale a pena ouvir a versão deles do tema de The Legend of Zelda.

 

 

Não poderia faltar a versão do @vinheteiro!

 

 

E agora uma versão stopmotion desses retardas aqui que as vezes dá pra abrir um leve sorriso pela bobeira:

 

 

E não poderia faltar a versão de um dos maiores nomes jovens do violão clássico brasileiro, Fabio Lima. Não tem palavras pra expressar o quanto esse cara é bom.

 

 

#5 Zelda’s Lullaby (Ocarina of Time)

A mítica melodia de Zelda, linda e suave, tal como a princesa.

 

 

Agora uma surpresa, eu me impressionei ao ver este vídeo. Pela qualidade da imagem, imaginei que seria mais um cover zuado de um moleque estranho tocando uma ocarina vagabunda totalmente desafinada. Mas cliquei mesmo assim. É um dueto de uma ocarina e uma harpa. Dizem que a ocarina é muito mais difícil de tocar do que qualquer flauta doce, por necessitar um direcionamento de sopro para alcançar algumas notas. O garoto vai bem e quanto a menina, fala sério: quantas pessoas você conhece que tocam harpa? Vejam:

 

 

Smootg McGroove tem uma cara engraçada, uma barba maneira e muito talento. Veja sua versão acapella de Zelda’s Lullaby:

 

 

Agora, esse mano tem que ser respeitado. O cara teve a ideia de reproduzir temas de jogos com uma orquestra virtual! Ele mixa o som de cada instrumento sozinho no que ele chama de The Synthetic Orchestra. Fica muito loko, vejam a versão dele de Zelda’s Lullaby:

 

 

#4 Saria’s Song (Ocarina of Time)

Essa melodia me enche de um sentimento bom. Talvez pela experiência trazia do jogo em relação a ela. Quando se está em Lost Woods, em Ocarina of Time, para encontrar Saria você deve seguir a música para não se perder. Talvez essa ideia de “direcionamento” inconscientemente me acarreta em um sentimento bom quando eu ouço essa música. Sem contar a amizade pura e verdadeira que existe entre Link e Saria. Ouçam a música original:

 

 

Logo de cara, mais uma versão do Guitar Gamer, FABIO LIMA! Não canso de dizer, esse cara é SENSACIONAL. *-*

 

 

Não conheço nenhuma música que não fique boa em versão metal, Apocalyptica que o diga. Veja esta versão metal de Charlie Parra de Saria’s Song em sua poderosa Flying V.

 

 

E esse cara APELOU. Veja a versão de Saria’s Song feita em GARRAFAS DE CERVEJA.

 

 

#3 Stone Tower Temple (Majora’s Mask)

Como se Majora’s Maks já não fosse sinistro o bastante, ainda tem essa música do Templo da Torre de Pedra, que mesmo sendo tão sinistra quanto o game, não deixa de ser fascinante. Vejam a versão original:

 

 

Mais um asiático que mixou vários instrumentos como violoncelo, violino e viola que ele mesmo tocou e gravou sozinho. O vídeo não mostra sua performance, mas soa muito bem aos ouvidos. Vejam:

 

 

Mais uma do McGroove. Esse cara tem o meu respeito:

 

 

Mais um achado! Encontrei este vídeo perdido no youtube com pouquíssimas visualizações. Miranda Eastwood (já tem sobrenome de gente boa) reproduziu o tema do Templo da Torre de Pedra em uma caixa de música. Simplesmente lindo e criativo *-*

 

 

#2 Dragon Roost Island (Wind Waker)

Uma bela música que combina um estilo celta com uma musicalidade latina. Bela melodia de Wind Waker, ouçam a vesão original:

 

 

Esse entra aqui muito pela performance, mas muito mais pela criatividade. Ele faz um dueto com o seu próprio reflexo no espelho executando vário instrumentos. Ah, é o mesmo cara das garrafas de cerveja. Esse também já tem o meu respeito. Vejam:

 

 

Mr. Yoshihiro Arita e Banda em uma apresentação mítica chamada “Mario & Zelda Big Band Live”. Cara, simplesmnte assistam… asiáticos…

 

 

Bom, Wind Waker é do GameCube, mas porque não ter uma versão 8-bit? Veja a versão de Dragon Roost Island feita por CharlosPlz:

 

 

#1 Song of Storms (Ocarina of Time)

Pra finalizar, a minha música favorita da franquia The Legend of Zelda. Se lembram da música que enlouquece o cara do realejo no moinho? Então:

 

 

A versão dorgas dubstep do DjEphixa ficou realmente boa. Coisa de profissa, não dessas crianças que querem se meter a DJ. Deu até vontade de tomar uma balinha fazer uma visita ao moinho pra ouvi-la de novo no jogo.

 

 

Não sei que raio é esse de BADBADNOTGOOD, ou simplesmente BBNG. Mas cara, a versão deles ficou MUITO LOKA.

 

 

E para fechar, com um dos meus ídolos. Um verdadeiro artista, que não é celebridade. Não sei se vocês sabiam que não é a mesma coisa. Enfim, mais uma versão do Fabio Lima:

 

 

~ BONUS ROUND 1 ~

Ah, vocês não acharam que eu não daria um chorinho não, né? Pois além de um, eu vou dar 2! Tá aqui, o CD completo do especial da Nintendo do 25º aniversário do The Legend of Zelda:

 

 

~ BONUS ROUND 2 ~

E, agora sim, pra fechar com chave de ouro, a mina dos meus sonhos: Lindsay Stirling, em um medley sensacional de Zelda.

 

 

Cara, eu acho que eu tô apaixonado.

A evolução dos jogos de tiro na primeira pessoa de 1992 a 2012

A-evolução-dos-jogos-de-tiro-na-primeira-pessoa-de-1992-a-2012

Se você assim como eu, tem mais de 20 anos e é um gamer desde pequeno vai se identificar com este vídeo. Uma retrospectiva que marca a evolução dos FPS desde 1992. O autor mencionou apenas um game por ano, quem consegue apontar os que ele deixou passar?

 

Alguns jogos depressivos… E outros que dão esperança

O ser humano é viciado em sentir as coisas, mesmo que os sentimentos sejam depressivos, gostamos de experimentar. E uma grande área que gostamos é a tristeza, imagino que seja porque o final feliz já está clichê. A lista anterior é prova disso aliás, teve uma repercussão muito boa. E hoje venho aqui para a segunda rodada, trazendo mais alguns depressivos e outros felizes. Só que nesse, para melhorar a experiencia, não direi de antemão qual é o triste e qual é o com final feliz, para não gerar expectativas que estraguem a experiencia. Todos os jogos são bem rápidos.

Antes de continuar o texto, jogue A série The Prententious game 1, 2, 3, You Only Live Once, All That Matters, One and One Story e I saw her standing there. Só para lembrar, a história é muito importante ,se você não entende bem inglês, vale a pena jogar no tradutor do google, para entender melhor…

 

Jogaram? Então bom para análise de cada um.

 

Quanto ao All That Matters… Opa tu ainda não jogou né? Sério cara, vá jogar lá, se spoiler fosse coisa legal eu poderia dizer aqui que o jesse morre na series finale e tu não iria gostar. Sério, volte lá e jogue TODOS. Tu tá desocupado ai que eu sei.

 

E esse é o ultimo aviso. Vamos ao texto de verdade…

 

The Prentetious Games

jogo-depressivo

Eu sempre pensei que o pessoal que desenvolvia esse tipo de jogo estava mal com um termino de relacionamento, mas no caso desse jogo em específico, que foi recomendação do leitor Raphael, Tenho certeza absoluta que o cara é um sádico. O primeiro jogo encerra com o rapaz, perseguindo seu amor, encontrando ele com outro e já com filhos, o segundo jogo fala da recuperação e do encontro de um novo amor, mas como o universo é sádico, se acaba com o rapaz sendo atropelado e a jovem triste com a morte do seu amor, de maneira trágica.

E no terceiro jogo, mostra que aquela que era amiga do rapaz do primeiro e do segundo jogo se arrependeu do que fez, ao troca-lo por um cara que era noivo da que foi o 2° amor do primeiro rapaz. E o jogo termina com o rapaz azul morto, a rosa viúva, a vermelha com o marido, o cinza, preso. É incrível quantos sentimentos e quanta depressão pode ser passada com quadrados coloridos, música simples e algumas frases…

 

All That Matters

jogo-depressivo

Para dar uma equilibrada, vamos para o jogo mais feliz dos que eu coloquei. A história é uma familia desestruturada se reaproximando. A primeira vez que joguei All That Matters, a experiencia só pode ser descrita como uma recarga de fé na humanidade. Sério, a carta do final do jogo e seus textos espalhados por todo ele me emocionaram muito. É um dos melhores jogos flash que já joguei, perfeito em seu enredo e em sua parte técnica. Tem como não gostar de um jogo desse?

 

You Only Live Once

jogo-depressivo

Esse jogo tem um tema meio estranho ao texto, pois ele me lembra um pouco o execution, mas de uma forma humor negro incrível. Jermaine vai salvar sua amiga que foi raptada e quando você perder sua vida, irá dar game over. E se apertar continue, terá uma nova cutscene e um game over e assim vai até que chega a um ponto que você entende o nome do jogo (Você só vive uma vez). A diferença de execution no caso é porque enquanto execution dá desespero, esse você ri do total non sense da situação, lembrando um pouco South Park e as mortes de Kenny.

 

 I Saw Her Standing There

jogo-depressivo

A história desse jogo é bem simples: Você está apaixonado, mas seu amor virou um zumbi. Você tenta aprisioná-la, matar outros zumbis e etc, mas no fim das contas, você também vira um zumbi. Eu achei muito legal a história, porque ela mostra a regra de ouro, que é fácil na teoria e semi-impossível na prática, dos relacionamentos: Não mude a outra pessoa, mude a si mesmo. O jogo em sí em bem divertido e esse final tornou tudo mais legal.

 

One And One Story

jogo-depressivo

Esse jogo, assim como o  I Saw Her Standing There tem uma reviravolta interessante, em One and One story, inclusive tem plots twists no meio do jogo, que fala sobre os altos e baixos da relação, com uma declaração de amor belíssima no final. É o tipo de jogo que se você escutar com essa música aqui pode fazer qualquer pessoa suar pelos olhos. Acho que esse jogo deve ter sido feito e entregue a uma jovem junto à um pedido de casamento.

Essa foi a listinha gamer de hoje, dessa vez tentei evitar o fim triste que foi o da outra, tentar dar esperanças para vocês. Como disse, o @_R4Ph1Nh4_ foi quem me motivou a escrever esse texto. Comentem ai se curtiu ou não, outros jogos, pedidos de música na rádio listas e qualquer feedback, nos comentários, no facebook, ou no twitter @Gamersith ou @Mos_Axz.

E aposto que em plena segunda feira você não esperava um texto como esse…

5 jogos mais aguardados da próxima geração!

Estamos próximos ao início de uma nova geração de videogames e muitos lançamentos para os novos consoles já foram anunciados. Muitas expectativas são criadas em torno da porrada de exclusivos  (ou não) e por isso venho por meio deste, caros leitores, listar aqui quais são os 5 jogos mais aguardados da próxima geração! por mim obviamente

The-Order-1886-jogos-mais-aguardados-da-próxima-geração

#5 – The Order 1886 – jogos mais aguardados da próxima geração

O game se passa no ano de (quero ver se advinham…) 1886, você  é membro de uma renomada ordem de cavaleiros que tem como sua principal ocupação destruir demônios. O jogo tem uma ambientação sombria, estilo “renascentista” e aquela trilha sonora orquestrada que da um tom épico a qualquer coisa. Exclusivo Playstation 4.

deep-down-jogos-mais-aguardados-da-próxima-geração

#4 –  Deep Down – jogos mais aguardados da próxima geração

A Capcom chega ownando os RPGs ocidentais colocando tudo o que ela acertou em Dragons Dogma e ao que parece corrigindo a maior parte do que errou unido com os gráficos fodalhaços da nova geração! O trailer surpreende pela riqueza de detalhes nos personagens e ainda deixa eu me sentindo meio DAFUQ com aquele detalhezinho no  final! Mais um exclusivo para o Playstation 4.

watch-dogs-jogos-mais-aguardados-da-próxima-geração

#3 – Watch dogs – jogos mais aguardados da próxima geração

O que dizer desse Watch dogs que mal conheço e já considero pacas? Aqui você vive na pele de Aiden Pearce, um cara que já foi (ou ainda é) um criminoso hacker mega moga que é capaz de controlar isso mesmo tudo que é eletrônico na cidade a partir de seu smartphone. O que eu penso sobre esse jogo? Bom, me pergunto como ele faz para usar tanto o aparelho e a bateria não acabar. Este  sera multiplataforma (PC, PS3, PS4, X360, XOne).

 

infamous-second-son-jogos-mais-aguardados-da-próxima-geração

#2 – Infamous Second Son – jogos mais aguardados da próxima geração

Depois de todos os incidentes dos primeiros Infamous agora aqui temos um mundo “X-Men” cheio de mutantes, você apesar de controlar o novo protagonista Delsin Rowe a história se mantem APARENTEMENTE bem básica: se descobre com super poderes, é um jovem rebelde e perseguido. O que me atrai mesmo em Infamous Second Son é a jogabilidade MUITO mais dinâmica que os anteriores, chego a dizer que comparativamente neste quesito até parece mais com Prototype. Isso mesmo exclusivo para PS4.

thief-jogos-mais-aguardados-da-próxima-geração

#1 – Thief – jogos mais aguardados da próxima geração

Membro de uma força de resistência contra um sistema opressor, você Garret Gatuno é um ladrão. Por que este é o game mais esperado por mim da próxima geração? Bem quem me acompanha no twitter (sigam lá @gamersith) sabe que eu sou FANÁTICO por Skyrim e sempre jogo como Thief (ou mage) e agora imagine um jogo com foco TOTAL no stealth e com extrema liberdade de escolha, pois este meus amigos é: Thief! Ao contrário dos outros games, esse aqui não tem nada de exclusivo, vai sair para PS4, Xbox One, PC, PS3, Xbox 360, N Gage e Dingoo-A320.

E você meu jovem, quais jogos vocês estão mais ansiosos para a próxima geração?

POSTEM NOS COMENTÁRIOS A SUA LISTA DOS MAIS ESPERADOS DA PRÓXIMA GERAÇÃO!